Entroncamento: Moradores bloquearam BR após vitima fatal - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre Câncer de cólon - Intestino Grosso

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Entroncamento: Moradores bloquearam BR após vitima fatal

Por: Ed Santos - segunda-feira, 1 de maio de 2017 - 0 Comentários

Moradores do Entroncamento de Jaguaquara bloquearam por cerca de seis horas a BR 116, após mais uma morte por atropelamento por volta das 6h45min da manhã desta segunda (1/5/17). A vítima fatal foi identificada como Liliane Coelho dos Santos de 28 anos de idade.
Ela foi atropelada por uma carreta de dados não divulgado, quando tentava atravessar a pista de rolamento após retornar do trabalho onde atua em uma churrascaria num posto de combustível na saída para Jequié. A mesma era residente no Bairro Cidade Nova 2 no Entroncamento de Jaguaquara e segundo informações deixa esposo e dois filhos. O local do ocorrido foi entre o acesso a Comunidade da Terrabrás e o cruzamento que dá acesso Jaguaquara-BR116-BA 250 no setor norte, e  já foi ponto onde outras mortes e ferimentos por atropelamento.
O corpo da jovem só foi removido ao IML de Jequié por volta das 10, após a chegada da pericia técnica. A Polícia Militar de Entroncamento de a Polícia Rodoviária Federal mantiveram sentinela no local para organizar o transito.
Segundo relatos no local da tragédia, populares revoltados com a Via Bahia concessionária que administra a rodovia, que queria liberar o transito mesmo com o corpo as margens da estrada, tocaram fogo em pneus e pedaços de madeira interrompendo o trafego de veículos até por volta das 12h45min. Pedaços da pista também foram arrancados pelos manifestantes. Eles reivindicaram junto a Via Bahia, que coloque uma sinalização no trecho, pois após a construção do Bairro Cidade Nova 2, pelo Programa Minha Casa Minha Vida, moradores tem que se arriscar para atravessar de um ponto para outro. Em especial, crianças que precisam ir à escola que fica do outro lado da pista.


O caminhoneiro, segundo testemunhas, ainda tentou desviar mais não obteve êxito. Ele e a carreta foram retidos no posto da PRF em Jequié para procedimentos cabíveis e a carreta continua detida para pericia.

O fato gerou forte comoção nos moradores locais que lamentam mais esta perda precoce. 



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif