Bolsonaro recebeu R$ 200 mil em propina da JBS, em 2014 - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Bolsonaro recebeu R$ 200 mil em propina da JBS, em 2014

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 21 de maio de 2017 - 0 Comentários


Jair Bolsonaro (PP) não se cansa de falar que é um político de moral ilibada. Ainda assim, o deputado federal compartilhou um vídeo para explicar a doação no valor de R$ 200 mil que recebeu da JBS durante sua campanha de 2014.
Os dados constam na Consulta aos Doadores e Fornecedores de Campanha de Candidatos no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Reeleito deputado federal com o maior número de votos no Rio de Janeiro naquele ano, foram mais de 460 mil votos, Bolsonaro, por sua vez, afirma ter devolvido o valor doado pela empresa detentora da Friboi.

Em vídeo postado no seu canal de YouTube, o deputado indica que o montante de R$ 200 mil, que corresponde à metade do total gasto na sua última campanha, foi devolvido como “doação ao partido”. Na planilha do TSE, porém, os mesmos R$ 200 mil voltam à conta de Bolsonaro, agora numa doação feita pelo fundo partidário.
A operação Carne Fraca deflagrada pela Polícia Federal indica que políticos e partidos estavam envolvidos na fraude que emitia licenças sanitárias. Os desdobramentos políticos da operação ainda não estão esclarecidos. O certo, no entanto, é que a JBS doou, em 2014, mais de R$ 360 milhões a políticos. Ao lado da Ambev e da Construtora OAS, a detentora da Friboi foi a empresa que mais doou dinheiro para campanhas.
Fonte: Vice Brasil.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS