Solla pede liminar suspendendo desocupações em Conquista - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : Eleições em Itiruçu

Eleições  serão realizada neste domingo dia 07 de outubro.  Se a mesma empolgação dos eleitores para as eleições do próximo domingo...


MAIS LIDAS DO MÊS


Solla pede liminar suspendendo desocupações em Conquista

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 1 de abril de 2017 - 0 Comentários


Está nas mãos da 1ª Vara de Fazenda Pública de Vitória da Conquista a ação, com pedido de liminar, impetrada pelo deputado federal Jorge Solla (PT-BA) que solicita a interrupção imediata das desapropriações de imóveis em áreas irregulares executadas pela prefeitura. A ação contra o prefeito Herzem Gusmão e executivo municipal pede ainda uma indenização de R$ 1 milhão para ser destinado à reparação das famílias que foram desabrigadas, bem como pede estabelecimento de multa diária de R$ 500 mil caso haja descumprimento da ordem judicial.
O parlamentar ingressou ainda com uma denúncia no Ministério Público (MP-BA), em que pede abertura de inquérito civil para apurar as responsabilidades dos agentes públicos envolvidos nas duas operações realizadas até o momento.
“O abuso do direito está caracterizado. Não há nenhuma urgência na realização destas desapropriações, não houve diálogo, nenhum trabalho de assistência social prévio, nem planejamento para realocação daquelas famílias conforme prevê o protocolo neste tipo de situação. Uma suspensão temporária até que se julgue o mérito é objetivamente necessária, já que os prejuízos para a população que fica desabrigada são imensuráveis. Pedimos uma indenização de um milhão a ser paga pelo prefeito para tentar devolver alguma dignidade aos atingidos pela ação arbitrária”, disse Solla.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação