Sobrinha-neta do ex-presidente Sarney é encontrada morta em casa - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha


EDITORIAL

Viajando no tempo: do Jornal Itiruçu, evoluindo até o Itiruçu Notícias


O tempo urge e as memórias ficam, para revela a sua história. Recebi do amigo poeta Claudio Fernandes uma lembrança dos primeiros passos na área da informação. Na época não tinha internet, blogs, redes sociais, sites muito mesmo WhatsApp, mas já naquela época dávamos os primeiros passos na área da comunicação escrita. CONTINUE LENDO


COLUNISTAS

Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Sobrinha-neta do ex-presidente Sarney é encontrada morta em casa

Por: Itiruçu Notícias - - segunda-feira, 14 de novembro de 2016 - 0 Comentários


A sobrinha-neta de Sarney Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, de 33 anos, foi encontrada morta na noite desse domingo (14), em seu apartamento, no nono andar de um condomínio, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís (MA). Ela é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney.
A suspeita é de que a morte tenha sido por asfixia, mas o laudo pericial ainda não foi divulgado. O cunhado de Mariana, Lucas Leite Ribeiro Porto, é suspeito de praticar o crime. Ele está detido no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e já foi levado nesta segunda-feira para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Segundo o delegado que investiga o caso, Lúcio Rogério Reis, do Departamento de Homicídios da Capital, a polícia ainda não sabe a motivação do crime, mas tem “indícios suficientes” para apontar Porto como o principal suspeito. Ele é cunhado de Mariana e foi filmado pelas câmeras de segurança do prédio em que ela morava deixando a própria Mariana e as duas filhas dela, de 9 e 11 anos, depois de voltarem de um culto.
Por volta das 15 horas deste domingo, ele subiu uma segunda vez ao apartamento da cunhada, onde ficou por cerca de 40 minutos. Depois, desceu “correndo” pelas escadas de emergência, fez uma ligação nos fundos do prédio, que durou quase dez minutos, e saiu com o carro. As investigações continuam.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif