Jaguaquara e Entroncamento: Mais de 1000 pessoas em protestos contra medidas de Temer - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Garota que não falava, surpreende cantando em evento escolar

A adolescente nunca falou na escola depois de vários anos resolveu cantar.  Grande emoção no evento desta quinta-feira(22) no Centro...


Espaço publicitário


EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Jaguaquara e Entroncamento: Mais de 1000 pessoas em protestos contra medidas de Temer

Por: Ed Santos - terça-feira, 15 de novembro de 2016 - 0 Comentários

Mais de 1000 pessoas foi o saldo do numero de manifestantes que protestaram na última sexta feira, na cidade de Jaguaquara contra medidas federais através da PEC do congelamento do teto de investimentos públicos por 20 anos (PEC 241 agora 55/2016), o PL Escola Sem Partido chamada pelos estudantes e professores de Lei da Mordaça, uma vez que visa proibir discussões sobre pontos de vistas, fatos históricos e sociais nas escolas e a Medida Provisória que mudou o currículo do ensino médio e retiram as disciplinas de Artes, Educação Fisica e Filosofia, disciplinas que incentivam a criatividade, a pratica esportiva e de atividades de saúde bem como os estudos das correntes sociais e o desenvolvimento do pensamento critico.
A manifestação de protesto convocada para Jaguaquara, principalmente através das redes sociais com predominância entre os participantes, dos jovens estudantes de escolas públicas do município, teve a concentração inicial na Praça JJ – Seabra, recebendo adesões de pessoas durante o protesto. Lideranças da APLB/Sindicato e do Sindicato dos Servidores Públicas Municipais/SINDSERJ fizeram a parte de conscientização contra as referidas medidas. Políticos locais também foram criticados pela ausência, uma vez que estas medidas atingirão a todos desde pequenos e médios empresários, políticos das cidades pequenas e a sociedade no geral.

Na tarde os protestos foram no Entroncamento de Jaguaquara. Mais de 300 pessoas participaram da marcha, que apesar de uma chuva que caiu justo quando o movimento iniciava, não desistiram e percorreram da Praça do Jardim Principal e a Avenida Presidente Médice, no centro do distrito. Os manifestantes protestaram contra a PEC, a Lei do Mordaça ou escola sem partido e a MP da Educação, além de gritos de #ForaTemer. Estudantes da rede municipal e estadual, professores e pessoas da comunidade desfilaram com cartazes e palavras de ordem. Nossa reportagem esteve presente e conversou com manifestantes que expressaram os motivos pelo qual estavam a protestar... A presidenta da APLB Jaguaquara Wilma Martins fez um pronunciamento com detalhes das medidas federais adotadas e por adotar, que afetará a todos.

Ela também comentou com agente sobre os objetivos do protesto. 

Itiruçu também não ficou fora dos protestos da última sexta. Um ônibus com cerca de 30 pessoas, entre pessoas da comunidade, professores e estudantes, saiu da Praça da Feira com destino a Jequié, onde participaram também de manifesto contra Temer e suas medidas. 
Logo publicaremos os áudios aqui.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação