Solla chama prisão de Cunha de "jogo combinado" - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Solla chama prisão de Cunha de "jogo combinado"

Por: Itiruçu Notícias - - sexta-feira, 21 de outubro de 2016 - 0 Comentários


A prisão preventiva do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), soou para o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) como um "jogo combinado". O parlamentar destacou, na tarde da ultima quarta-feira (19), as "contundentes diferenças" entre a prisão do peemedebista e as realizadas anteriormente em decorrência da Operação Lava Jato.

"Foi um convite para ele acompanhar a Polícia Federal até Curitiba, muito mais do que a gente viu nos outros espetáculos da Lava Jato. Eram policiais de madrugada invadindo casas sem avisar nada. No caso de Eduardo Cunha, ele foi avisado e deve ter até pedido de perdão: “Deputado me desculpa, mas vou ter que levar você para cadeia porque está muito ruim para opinião pública. Já está ficando  desmascarada a seletividade com que a Justiça brasileira tem atuado, perseguindo os partidos de esquerda, blindando os parlamentares dos partidos conservadores e corruptos que assumiram esse governo golpista", ironizou Jorge Solla.

A possibilidade de delação premiada do ex-deputado cassado e preso, de acordo com Jorge Solla, pode complicar Michel Temer e boa parte dos seus aliados no Congresso Nacional.  "É bom lembrar, inclusive, que em uma das ligações o próprio Eduardo Cunha fala com um dos fornecedores de recursos que Michel Temer já tinha recebido R$ 5 milhões e que ele queria a parte dele também. Então, espero que eu esteja errado e que ele realmente seja preso e negocie uma delação. Se isso acontecer, realmente hoje é a preparação da queda do governo corrupto de Michel Temer e companhia",  afirmou.

O deputado federal petista ainda externou a expectativa de que a Justiça aja com menos seletividade na Operação Lava Jato.  "Tem muita gente preocupada, mas eu acho que, infelizmente, vão fazer de tudo para proteger Eduardo Cunha, Michel Temer, Geddel e todos os corruptos que estão no governo. Os campeões de delação na Lava Jato até hoje não foram incomodados: Aécio e Serra. Até a comissão que Aécio recebeu da obra administrativa de Minas Gerais já foi divulgada, já sabemos quanto foi e como foi. E isso até agora não balançou nenhum dos paraísos tucanos", criticou Solla.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum