Operação Criança Segura apreende brinquedos irregulares - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Operação Criança Segura apreende brinquedos irregulares

Por: Itiruçu Notícias - quarta-feira, 5 de outubro de 2016 - 0 Comentários


O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia, divulga o resultado da Operação Criança Segura, realizada de 26 a 30 de setembro, para fiscalização de produtos infantis. Neste ano, a quantidade de brinquedos irregulares apreendida foi aproximadamente 45% maior do que no ano passado: em 2016, foram 605 unidades contra as 428 em 2015. No total, foram fiscalizados 211 estabelecimentos na capital baiana. O objetivo da operação foi retirar do mercado os produtos considerados perigosos, visando evitar acidentes de consumo.

Entre os principais brinquedos apreendidos estão ioiô boll, que traz como risco o estrangulamento; cavalinho chinês, que funciona por meio de baterias tipo botão, de tamanho mínimo e que podem ser acessadas facilmente podendo causar intoxicação e queimaduras no organismo, além de patins e patinetes que não atendem a requisitos exigidos na certificação compulsória.
“É preciso atenção redobrada dos pais quando o assunto é segurança. Os brinquedos, para serem vendidos no mercado brasileiro, devem ter o selo do Inmetro, por ser um produto de certificação compulsória.O selo atesta que o produto passou por testes diversos, em laboratório, para análise de possíveis riscos de segurança às crianças e que é seguro”, destaca o diretor-geral do Ibametro, Luiz Freire.
O gestor frisa ainda que, mesmo assim, os brinquedos respondem por 16% dos acidentes registrados por consumidores no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac), em 2015. “Em caso de brinquedos e outros produtos suspeitos, o consumidor deve denunciar para a Ouvidoria do Ibametro pelo telefone 0800 071 1888”, orienta Freire.

A operação percorreu estabelecimentos comerciais, como supermercados e lojas de rua e shopping da capital baiana. A ação integrou a programação da Rede Brasileira de Metrologia Legal e Qualidade do Inmetro (RBMLQ-I). Os estabelecimentos com produtos irregulares foram autuados e terão dez dias para apresentar a defesa, estando sujeitos a multa que pode chegar a R$1,5 milhão.

Ascom - Ibametro


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS