Produção cultural é tema de debate e oficinas gratuitas - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Produção cultural é tema de debate e oficinas gratuitas

Por: Itiruçu Notícias - quarta-feira, 10 de agosto de 2016 - 0 Comentários


A jornalista e youtuber Maíra Azevedo, a Tia Má, e a cantora, compositora e pesquisadora da música popular, Juliana Ribeiro são as convidadas para o debate sobre empoderamento da mulher negra e sobre a presença feminina na produção cultural baiana, que acontecerá no dia 12 de agosto, sexta-feira, 19h, na Casa de Angola (Praça dos Veteranos, Baixa dos Sapateiros - Centro).

O encontro marcará o lançamento do projeto ‘Mulher negra, construção e fortalecimento’, uma realização do bloco Alvorada, que tem como objetivo refletir sobre a equidade de gênero nas manifestações culturais e possibilitar o domínio de estratégias que garantam um protagonismo das mulheres na produção cultural da Bahia.

Entre os dias 13 a 20 de agosto, a Casa de Angola sediará uma série de oficinas gratuitas voltadas para mulheres, com enfoque em planejamento, comunicação, ética, formação profissional e educação financeira para elaboração de projetos culturais. As aulas serão ministradas por mulheres de destaque na elaboração e desenvolvimento de projetos culturais, como artistas, ativistas e pesquisadoras.

Entre as palestrantes/oficineiras estão a jornalista Sueide Kintê, criadora da campanha #Maisamorentrenós, que abordará as estratégias de comunicação para expansão de projetos culturais; a jornalista Mia Lopes, que tratará da Autonomia e  Identidade Feminina na produção cultural por meio de ferramentas de coach aplicadas à carreira profissional; a atriz Maíra Guedes que socializará práticas do teatro feminista popular; a pesquisadora e Mestre em Desenvolvimento e Gestão Social que ministrará oficina sobre Mulher Negra e o Feminismo;  Taiane Ramos sobre Empreendedorismo e Carreira e a jornalista e mestranda em Cultura e Sociedade Camilla França encerrará o ciclo com uma Oficina sobre Gestão Cultural.

O bloco Alvorada é a mais antiga agremiação do segmento samba a desfilar no carnaval de Salvador. Em 2017, o bloco completará 42 carnavais. Este projeto conta com o apoio do Estado da Bahia, através da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA).
Mais informações sobre as oficinas: www.blocoalvorada.org.br .


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif