Bahia irá produzir bioprodutos para combater Mosca Negra dos Citros - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Bahia irá produzir bioprodutos para combater Mosca Negra dos Citros

Por: Itiruçu Notícias - sexta-feira, 12 de agosto de 2016 - 0 Comentários


A Bahia ganhará uma biofábrica para produzir em larga escala insetos que são inimigos naturais da Mosca
A biofábrica estará em funcionamento até o mês de outubro, com a capacidade de reprodução de cerca de 1 milhão de insetos predadores, que serão soltos, semanalmente, nas plantações de citros do Recôncavo, para que a utilização de agrotóxico no controle da praga seja reduzido de maneira significativa. A iniciativa visa o controle biológico desta praga que ameaça às plantações de laranja, manga, mamão e uva, entre outras espécies de plantas.

Para subsidiar a instalação da biofábrica baiana, a Bahiater está em missão técnica na Universidade Federal Rural do Amazonia (UFRA), sob a orientação do professor doutor Wilson Maia, pioneiro no Brasil no que se refere ao combate a Mosca Negra.

De acordo com o coordenador de Pesquisa e Inovação da Bahiater, Lucimário Bastos, primeiramente será necessário fazer um levantamento dos inimigos naturais que existem nos pomares cítricos do Recôncavo, posteriormente eles serão levados ao laboratório para reprodução. “Com implantação da biofábrica haverá a produção e a distribuição de ‘bioprodutos’, sendo estes os predadores naturais, estes organismos são caracterizados por atacar diversas espécies que causam prejuízo a cultura do citros”, afirma.

No Recôncavo a citricultura constitui-se a base da economia da região, sendo a principal fonte de renda da maioria dos agricultores familiares. Cultivada em quase todos os municípios, ocupa uma área de aproximadamente 10 mil hectares. Em 2014, alcançou uma produção de 169.928 toneladas de frutos, gerando uma receita bruta de R$74,9 milhões, segundo dados do Instituto Brasileiro Geográfico e Estatístico (IBGE) de 2014.
Negra, praga que ataca a produção de Citros. A unidade será instalada pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), no Serviço Territorial de Apoio a Agricultura Familiar (SETAF) Recôncavo, em Cruz das Almas.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif