Pais troca filha de 12 anos por uma vaca em Sergipe - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Pais troca filha de 12 anos por uma vaca em Sergipe

Por: Itiruçu Notícias - - sexta-feira, 15 de julho de 2016 - 0 Comentários


Em Sergipe, pais negociaram a virgindade da própria filha com um homem de 57 anos em troca de uma vaca. A menina de 12 anos na época, hoje com 14, foi violentada por José do Anjos, 44 anos mais velho que ela. O programa 'Repórter Record Investigação' desta quinta-feira (12), mostrou esta e outras histórias da cidade de São Cristovão, conhecida pelo alto índice de histórias chocantes de meninas que são exploradas
PUB
No Brasil, o número de crianças que estão casadas é de pelo menos 90 mil. Na cidade de São Cristovão, pessoas, inclusive autoridades, alugam chácaras com piscina pra passar finais de semana com adolescentes. Para o 'comprador' da menina, a iniciativa foi da menina. “Foi ela que se insinuou pra mim!”, afirma na tentativa de se esquivar do crime de estupro que cometeu por dois anos.
Pelo menos duas vezes por semana, José dos Anjos tirava proveito da filha de José Carlos, um pequeno agricultor da cidade Foram no mínimo oito meses de violência até que o comerciante foi preso. No dia da prisão, há dois anos, José dos Anjos agiu como se não tivesse feito nada de errado.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif