Ibametro da Bahia deu início a Operação Inverno - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Ibametro da Bahia deu início a Operação Inverno

Por: Itiruçu Notícias - - quarta-feira, 29 de junho de 2016 - 0 Comentários


O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia e autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) iniciou nesta terça-feira dia 28, até sexta-feira, 1 de julho, a Operação Inverno para fiscalização de colchões e produtos têxteis, tendo como alvo produtos de moda feminina e masculina, cama, mesa e banho. 

A operação acontece em Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itabuna, entre outras cidades. Os fiscais do órgão estão percorrendo estabelecimentos comerciais e fábricas para fiscalização dos produtos. O objetivo é verificar se os produtos têxteis estão sendo comercializados com etiqueta contendo informações obrigatórias. No caso dos colchões será verificado se a densidade da espuma está de acordo com as normas vigentes no Brasil.

O diretor-geral do Ibametro, Luiz Freire, orienta o consumidor: “A fiscalização tem como objetivo verificar se os colchões estão em conformidade e se os produtos têxteis estão com a etiqueta regulamentada.” A fiscalização é preventiva para evitar risco à saúde dos consumidores pela falta de informações. “Havendo denúncia do consumidor, a equipe do Ibametro vai até os estabelecimentos para realizar a fiscalização”, destaca Freire.

Nas fábricas serão coletadas amostras para realização de exames nos laboratórios do Ibametro. Caso seja encontrada alguma irregularidade o órgão realiza a interdição de todo o lote do produto. Já no comércio, o produto que estiver fora da conformidade, deverá que ser devolvido ao fabricante. Em relação a têxteis, a empresa é notificada para apresentar a nota fiscal de origem do produto.

O coordenador de Fiscalização de Produtos e Serviços Regulamentados e de Certificação Compulsória (COFIS) do Ibametro, Adauto Mascarenhas, explica sobre a importância dessa fiscalização: “O colchão fabricado com má qualidade pode prejudicar a saúde do consumidor, causando problemas de coluna e dores no corpo. No caso dos produtos têxteis, a falta de informação ou informações incorretas na etiqueta é um risco para consumidores com alergias respiratórias e de pele a certos materais. A correta informação favorece o consumo seguro”, destacou o especialista.

Os estabelecimentos em que forem encontradas irregularidades serão autuados por multas que variam de R$ 100,00 a R$ 1,0 milhão. Os consumidores também podem fazer denúncias à Ouvidoria do Ibametro pelo telefone 0800-071-1888 ou pelo e-mail: ouvidoria@ibametro.ba.gov.br.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum