Idosas indiana aos 70 anos, dá à luz primeiro filho - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Idosas indiana aos 70 anos, dá à luz primeiro filho

Por: Itiruçu Notícias - - terça-feira, 10 de maio de 2016 - 0 Comentários


Um mês após dar à luz seu primeiro filho, uma indiana de 70 anos disse nesta terça-feira (10) que não está muito velha para ser mãe. Daljinder Kaur realizou, durante dois anos, um tratamento de fertilização in vitro junto ao marido, de 79 anos, com quem é casada há 46. Em entrevista à imprensa local, ela contou que os dois quase perderam a esperança de ter um filho e precisavam suportar a vergonha de não ser pais em um país onde a esterilidade pode ser considerada um castigo de Deus. “Deus ouviu nossas orações.

Minha vida agora está completa. Cuidarei deste bebê sozinha. Sinto-me cheia de energia. Meu marido também é muito cuidadoso e me ajuda o máximo que pode”, disse Kaur. “Como queria tanto ter um filho, quando vimos a publicidade [da clínica de fecundação assistida], pensamos que tínhamos que tentar”. Segundo o jornal O Globo, o bebê foi concebido com óvulo e esperma do casal e nasceu com apenas dois quilos. Atualmente, o pequeno Armaan está “saudável e forte”, disse a clínica National Fertility and Test Tube.
O marido de Kaur, Mohinder Singh Gill, disse que sua idade não o preocupava e que Deus cuidará de seu filho. “As pessoas se perguntam o que acontecerá com o menino quando morrermos. Mas tenho fé em Deus. Deus é onipotente e onipresente, cuidará de tudo”.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif