31 de maio: Dia Mundial Sem Tabaco - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Casa da Cultura treme enquanto se realizava reunião

Reunião é transferida ao perceber que Casa da Cultura em Itiruçu começou a tremer.  Na manhã desta sexta-feira(22) por volta das 9h...


Espaço publicitário


EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


31 de maio: Dia Mundial Sem Tabaco

Por: Itiruçu Notícias - terça-feira, 31 de maio de 2016 - 0 Comentários


Criado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, chama atenção da sociedade para as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. Com as políticas de controle de tabagismo, o número de brasileiros fumantes caiu 30% nos últimos nove anos, segundo dados do Ministério da Saúde, apesar disso um em cada 10 pessoas ainda tem o hábito de fumar.

Apesar da Lei Antifumo adotada pelo Brasil para reduzir o consumo de tabaco, com a proibição de cigarro, cigarrilhas, charutos, cachimbos e outros produtos fumígenos, derivados ou não do tabaco, em ambientes de uso coletivo, e das restrições à publicidade do cigarro, um em cada 10 brasileiros ainda tem o hábito de fumar. Considerado pela OMS a principal causa de morte evitável em todo o mundo, o tabagismo causa cerca de 6 milhões de mortes a cada ano. Segundo dados do INCA, o consumo de derivados do tabaco está associado a 90% dos casos de câncer de pulmão diagnosticados. Além de ser o principal responsável pelos casos de câncer de pulmão, considerado um dos tumores mais letais, o cigarro é fator de risco para mais de 50 doenças, inclusive outros tipos de câncer, como o de boca, traqueia, faringe, laringe, esôfago, dentre outros. "O cigarro, inclusive para o fumante passivo, é fator de risco para vários tipos de cânceres e outras doenças graves cardiovasculares e respiratórias, parar de fumar traz um ganho imensurável à saúde," esclarece a oncologista Clarissa Mathias, do NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia) / Grupo Oncoclínicas.

Imunoterapia: avanço no tratamento do câncer de pulmão aprovado no Brasil

No mês passado (abril), o primeiro imuno-oncológico para tratar câncer de pulmão foi aprovado no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). A droga nivolumabe, já usada nos EUA e na Europa, traz novas perspectivas para o tratamento de pacientes com o câncer de pulmão localmente avançado ou metastático e aumenta sua sobrevida. A droga também é indicada para o câncer de pele melanoma.

A imunoterapia é uma das tendências mundiais da oncologia. "É uma abordagem terapêutica com drogas que estimulam o sistema imunológico para que ele reaja contra o tumor, atacando as células cancerígenas", explica a médica Clarissa Mathias.

Além da imonuterapia, que representa um avanço no tratamento da doença, as cirurgias minimamente invasivas, as novas terapias com drogas-alvo mais eficazes e menos tóxicas, a individualização do tratamento e a abordagem multidisciplinar da doença têm favorecido o tratamento e o retorno cada vez mais rápido dos pacientes às suas atividades normais, desmitificando a ideia de que o câncer de pulmão é uma sentença de morte e garantindo mais qualidade de vida aos pacientes.

Benefícios de parar de fumar

Fumantes chegam a ter 20 vezes mais chances de ter câncer de pulmão que não fumantes, 10 vezes mais chances de ter câncer de laringe e de duas a cinco vezes mais chances de desenvolver câncer de esôfago, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Segundo informações do Instituto, após os primeiros 20 minutos sem fumar, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal; após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza e após dois dias já é possível perceber melhor o cheiro e o gosto dos alimentos. Após 10 anos o risco de desenvolver câncer de pulmão cai à metade e após 20 anos esse risco será quase igual ao de quem nunca fumou.

“O ex-fumante ganha mais energia, fôlego e disposição para suas tarefas diárias”, afirma a médica. Além disso, há as vantagens a médio e longo prazo como o aumento da capacidade pulmonar e da energia, a melhora do aspecto da pele, além do ganho da autoestima e da redução do risco de desenvolvimento da doenças cardiovasculares, respiratórias e cânceres.

A decisão de abandonar o vício do tabagismo é fundamental após o diagnóstico de um câncer, sobretudo o de pulmão, mas a força de vontade nem sempre é suficiente. Muitas vezes o paciente precisa contar com o apoio de uma equipe multidisciplinar, normalmente formada por médicos, nutricionistas e psicólogos.

 O cigarro é responsável por, pelo menos, 22% de todas as mortes por câncer no Brasil. O INCA estima cerca de 28.190 mil novos casos de câncer de pulmão em 2016 no Brasil.

Sobre o NOB

O NOB integra o grupo Oncoclínicas, que reúne 34 unidades de referência no tratamento oncológico no país. Fundado em 1992, o Núcleo de Oncologia da Bahia (NOB) tem sua sede na Avenida Ademar de Barros, 123, no bairro de Ondina, em Salvador, e conta também com unidades em Lauro de Freitas e no Hospital da Bahia, tendo como missão o acolhimento e a saúde integral do paciente oncológico. Para isso, conta com um corpo clínico formado por diversos especialistas, dentre oncologistas, hematologistas, reumatologistas, algologistas (tratamento da dor), nutricionistas e psicólogos que atuam juntos de forma multidisciplinar, com foco no atendimento humanizado e individualizado para garantir o melhor para o paciente. Sua equipe é altamente qualificada e comprometida com o aprimoramento contínuo.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação