Programa de formação do Teatro Vila Velha - Itiruçu Notícias
Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook




Anuncie aqui seu evento! Apoio cultural Itiruçu Notícias


Campanha


As mais visitadas


Colunistas

O Seu Direito

Êta, Lê, Lê


Utilidade Pública


CENIPA

PM

Programa de formação do Teatro Vila Velha

Por: Itiruçu Notícias - - sábado, 9 de abril de 2016 - 0 Comentários

Nos próximos dias, a Universidade LIVRE do Teatro Vila Velha realiza seleção de participantes para o Experimento 4.2: Leituras, que vai se debruçar durante dois meses sobre diferentes camadas de leitura da obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare, peça que estreará em dezembro deste ano com encenação de Márcio Meirelles. A oficina de seleção acontece nos dias 12, 13 e 14 de abril, das 9h às 13h, e as inscrições podem ser feitas no próprio Teatro nos dias 8 e 11 de abril, das 15h às 18h.

O novo formato da universidade LIVRE, inaugurado em 2016, permite que o processo de formação seja permeável, ou seja, novos integrantes podem participar do trabalho de montagem a partir de cada Experimento. No Experimento 4.1: Sonetos - cujo resultado será aberto ao público no Teatro Vila Velha, em 18 de abril, 20h - o grupo trabalhou os poemas de Shakespeare, como forma de ter um primeiro contato com a linguagem do bardo inglês.

Já o Experimento 4.2, que acontece de 20 de abril a 14 de junho, busca investigar os diferentes níveis de leitura de "Romeu e Julieta", passando pelas narrativas política, econômica, erótica, poética, simbólica, física, musical. "É um convite para quem estiver interessado em investigar as possibilidades do teatro no século XXI. A leitura de Romeu e Julieta parte de um lugar de um teatro político, que insere essa fábula na situação atual do Brasil", comenta o diretor Marcio Meirelles.

Além de Meirelles, conduzirão os trabalhos durante o Experimento 4.2 os artistas Marcelo Jardim (canto), Marcelo Galvão (corpo e dança), Ridson Reis (percussão) e Anita Bueno (Yoga). Os participantes terão ainda momentos de intercâmbio com artistas locais e internacionais das áreas do teatro, dança, música e artes visuais. Entre os artistas confirmados estão o grupo de percussão The Loop Lab (Australia), a artista visual Amanda Rocha (Bahia), além da figurinista Carolina Diniz (Bahia) e do coreógrafo Ahilan Ratnamohan (Australia), que vem a Salvador para participar do VIVADANÇA Festival Internacional.

O Teatro Vila Velha é gerido pela Sol Movimento da Cena e é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif
COMPRE AQUI

Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241