Juíza linha dura vai decidir prisão de Lula - Itiruçu Notícias
Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook




Anuncie aqui seu evento! Apoio cultural Itiruçu Notícias


Campanha


As mais visitadas


Colunistas

O Seu Direito

Êta, Lê, Lê


Utilidade Pública


CENIPA

PM

Juíza linha dura vai decidir prisão de Lula

Edição: Itiruçu Notícias - - sexta-feira, 11 de março de 2016 - 0 Comentários


Com a  previsão de que a 4ª Vara Criminal da capital paulista decidirá sobre o pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima semana,  a direção  do Tribunal de Justiça de São Paulo a determinou, nesta sexta-feira (11), o isolamento da área no Fórum da Barra Funda, para proteger e preservar a tranquilidade do trabalho da juíza Maria Priscilla Veiga Oliveira, que é a responsável pela causa contra o ex-presidente.

O Ministério Público de São Paulo pediu a prisão do ex-presidente em denúncia apresentada na última quarta-feira (9) sobre o tríplex em Guarujá (litoral de São Paulo), que teria sido preparado para a família do ex-presidente.
O ex-presidente é  suspeito de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, crimes que podem render de 3 a 10 anos de prisão e de 1 a 3 anos, respectivamente. Sua mulher, Marisa Letícia, e um dos filhos do casal, Fábio Luís Lula da Silva, também são acusados de lavagem de dinheiro.

O mandato de prisão teve a alegação dos promotores,  que Lula precisa ser preso preventivamente porque, solto, é uma ameaça à ordem pública. Eles dizem que o ex-presidente tentou se valer de sua influência para frear as investigações e inflamar a população contra as investigações do MP e as decisões da Justiça. Além disso, que há risco de "evasão extremamente simples", pelo "poder" de ex-presidente que possui.
Afirmam ainda que Lula e seus apoiadores fazem "manobras violentas, com defesa pública e apoio até mesmo da Presidente da República, medidas que somente tem por objetivo blindar o denunciado – erigindo-o a patamar de cidadão 'acima da lei', algo inaceitável no Estado Democrático de Direito brasileiro, pois é inadmissível permitir-se o tumulto do estado normal de trâmite das investigações e do vindouro processo crime". O pedido de prisão do presente é bem parecido com as prisões feitas efetuadas nos anos de ditaduras militar no país, para resguarda uma suposta ordem no país.

Segundo a Folha de São Paulo a juíza, conhecida pela discrição e rigor técnico, já havia relatado a colegas do Fórum da Barra Funda sua preocupação com a superexposição do pedido.
Somente advogados e pessoas com compromissos de comparecimento à vara poderão acessar a área correspondente, no fórum.
Segundo uma colega de fórum, nesta quinta-feira Veiga fechou as janelas da sala onde trabalha para preservar sua privacidade profissional.
Formada em 1995 pela Faculdade de Direito da USP (Largo São Francisco), Veiga completará no fim de março 17 anos na magistratura.
Reprodução - internet / Reprodução


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif
COMPRE AQUI

Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241