Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook





Eventos



Anuncie aqui seu evento! Apoio cultural Itiruçu Notícias

Versículos Bíblicos


Colunas

O Seu Direito


Editorial

Salve, salve Itiruçu! 82 anos de Itiruçu de emancipação

Um embrião surgiu aos pés do morro imponente e grande por natureza, e banhado pelas aguas da lagoa Tiririca, foi assim que surgiu Itiru...


Notícias mais populares

Mandiocultura é tema de oficina em Cruz das Almas

Edição: Neto Oliveira - Itiruçu Notícias - quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016 - 0 Comentários





A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), realiza nesta quarta-feira (24) e quinta-feira (25), a Oficina sobre a cadeia Produtiva da mandioca, na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Mandiocultura e Fruticultura, no município de Cruz das Almas, Recôncavo Baiano e teve como objetivo discutir as principais demandas da cadeia produtiva da mandiocultura, para a elaboração do próximo edital do projeto Bahia Produtiva, executado pela CAR.

O evento contou com a presença do diretor presidente da CAR, Wilson Dias, do coordenador de  de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex), da SDR, Orlando Pereira, da coordenadora estadual dos territórios, Rosana Vieira, do representante da Câmara Setorial da Mandioca e técnico da Bahiater, Izaltiene Rodrigues Gomes, do diretor de Inovação e Sustentabilidade da Bahiater, José Tosato e dos representantes da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), Marcos Roberto da Silva e da Embrapa Mandiocultura e Fruticultura, Carlos Estêvão e a representante da Sociedade Civil, da Associação da Comunidade de Panelas, de Catu, Célia Rabelo, entre outros.

De acordo com o diretor presidente da CAR, Wilson Dias, a mandiocultura receberá, nesse primeiro edital de apoio a essa cadeia produtiva, R$ 20 milhões em investimentos. "A realização dessa oficina é para que os recursos sejam utilizados da forma mais adequada possível, para atender às demandas das associações e cooperativas voltadas para esse sistema produtivo. Esperamos que ao final desse encontro tenhamos um conjunto de informações norteadoras para a construção desse edital.

Para Dias, essa política pública de apoio aos sistemas produtivos, através de editais de chamada pública, deverá permanecer. Ele citou a construção do novo marco, que propõe uma nova relação entre poder público e sociedade civil, que estabelece essa nova forma de seleção de projetos por meio de editais. "O Bahia Produtiva inaugura essa nova forma de executar a política pública, por meio de um processo democrático e transparente de seleção de projetos".

O coordenador da Cepex, Orlando Pereira, destacou que essa oficina é uma nova concepção de como executar as políticas públicas, trazendo as discussões sobre a cadeia produtiva, para mais perto das lideranças e produtores. Pereira afirmou que o secretário de Desenvolvimento Rural está buscando com essas ações uma nova agricultura familiar na Bahia. "É importante reconhecer que esse é um espaço voltado à agricultura familiar e que foi conquistado pelos movimentos sociais nesse estado que é o maior em número de estabelecimentos da agricultura familiar do país". Durante o evento o coordenador da Cepex falou da adesão da SDR, na campanha contra o mosquito transmissor do vírus zica, anunciada terça-feira (23), durante seminário da Câmara de Agroecologia, em Salvador.

Segundo o coordenador da Câmara Setorial da Mandioca e técnico da Bahiater, Izaltiene Rodrigues Gomes, a cultura da mandioca é a mais importante da agricultura familiar, plantada por quase todos os agricultores familiares do estado e devido as suas inúmeras utilizações, que vai da alimentação humana e animal, com diversos produtos derivados, a exemplo da fécula, farinha, álcool, aguardente, a produção de tintas, colas e perfuração de poços de petróleo, com a fécula da mandioca. "Esse edital deverá trazer melhoria, desde a produção de manivas-sementes e plantio a comercialização. Antes não existia políticas públicas voltadas para a mandiocultura, por ser desvalorizada, mas atualmente se entende a necessidade de apoiar e dinamizar essa cultura".

De acordo com o Gomes, a mandioca é uma cultura que tem origem nos povos indígenas e tem uma presença forte das mulheres no cultivo, que também tem uma fácil adaptação, pois pode ser produzida tanto em locais com 5,5 mil metros de altitude ao nível do mar, em regiões com alta incidência de chuva, ou extremamente áridas. Ele destacou ainda que os estados de Bahia, Minas e Goias possuem 80 espécies de mandioca, das 98 identificadas na América Latina.

A programação da oficina contou ainda com a apresentação do panorama da mandioca na Bahia, experiências da cultura da mandioca, desafios e perspectivas da mandiocultura, produção de mudas e biofábrica, projeto RENIVA e beneficiamento, comercialização para mercados comuns e institucional, por meio dos Programas de Aquisição de Alimentos e o Nacional de Alimentação Escolar (PAA e PNAE), experiências de assistência técnica, aproveitamento de resíduo, além da apresentação das principais dificuldades e possíveis soluções.

Durante o evento, os participantes acompanharam ainda a apresentação do projeto Bahia Produtiva, executado por meio de empréstimo do Banco Mundial, tem como principal foco o apoio e dinamização dos sistemas produtivos, favorecendo a inclusão produtiva dos agricultores familiares e visando o acesso aos mercados, para comercialização da produção, com assistência técnica, acompanhamento e gestão dos empreendimentos, entre eles as agroindústrias. Outra ação do projeto é a implantação de uma rede de Armazéns da Agricultura Familiar, estruturas organizadas com redes de cooperativas, capazes de escoar a produção da agricultura familiar no estado da Bahia, tanto para os mercados institucionais, quanto para o varejo.
Participaram do evento, integrantes da equipe técnica da SDR/CAR, agricultores familiares produtores de mandioca, representantes de associações e cooperativas, câmara de vereadores e secretarias de agricultura de diversos municípios do estado.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif
COMPRE AQUI

Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241