Líder de gangue, morre após cuspir e atirar na PM - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Líder de gangue, morre após cuspir e atirar na PM

Por: Itiruçu Notícias - - quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 - 0 Comentários





A  adolescente Sarah Carolina da Silva de Souza, a Carolzinha, de 19 anos morreu  depois de confronto com os policia em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada desta quarta-feira (3).

Segundo informações o tiroteio iniciou porque  ela foi teria sido  revistada em um baile funk. Ela foi liberada e voltou armada com uma pistola calibre 380, na garupa de uma moto, e passou atirando. Um PM foi ferido no joelho e o outro foi salvo pelo colete à prova de balas ao ser atingido na altura do peito. 
Os militares pediram reforço e iniciaram uma perseguição a jovem. Ela foi cercada no aglomerado e, segundo os PMs apontou o revólver.sendo alvejada , na  barriga e na perna.  Carolzinha chegou a ser socorrida para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Teresópolis, mas não resistiu aos ferimentos.
A informações constam que  Carolzinha, seria líder de uma gangue do Morro Vermelho, em Contagem, onde atuava no tráfico de drogas.
O boletim de ocorrência registrou que ela chegou a cuspir nos policiais e falou que eles "não valiam nada".  Agora, a PM procura pelo comparsa da suspeita, que conseguiu fugir depois do tiroteio e ainda não foi encontrado.  
(Informações via R7)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif