Filme Jonas e o Circo sem Lona participa de mostra competitiva em Toulouse - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Filme Jonas e o Circo sem Lona participa de mostra competitiva em Toulouse

Por: Itiruçu Notícias - quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 - 0 Comentários


O filme baiano Jonas e o Circo sem Lona está entre os sete selecionados para a mostra competitiva oficial de documentários do 28º festival Cinélatino – Rencontres de Toulouse, que acontece na França, entre 11 e 20 de março. O filme conta a história de Jonas, um menino de 13 anos que sonha em manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa, enquanto enfrenta o grande desafio de crescer. O documentário é dirigido por Paula Gomes, produzido na Bahia pelo Coletivo Plano 3 Filmes e é apoiado via Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento à cultura gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz), através do edital Mobilidade Cultural.

Jonas e o Circo sem Lona foi filmado durante um ano na Região Metropolitana de Salvador e mostra o encontro entre a diretora e o personagem, Jonas Laborda, numa narrativa poética que reflete sobre o fim da infância e sobre o que fazemos com nossos sonhos quando crescemos. O projeto foi realizado em distintas etapas, desde a concepção e início das filmagens – de forma independente de financiamento do estado ou qualquer patrocínio para a sua produção até a finalização, em outubro de 2015, na Argentina. Ao longo do processo, “Jonas” passou por alguns fóruns e mercados importantes no mundo, e conquistou prêmios e apoios que são da maior relevância para o circuito de documentários, como o DocMontevideo, DocBuenosAires, Atlantidoc e DocsBarcelona. 

Jonas e o Circo sem Lona foi apresentado ainda como work in progress, em 2014,no Visions Du Réel, outro grande festival de documentário em nível mundial, realizado em Nyon, na Suiça. Exibido em sessão fechada para curadores de festivais, distribuidores e representantes de canais, que opinam sobre a obra em processo, o filme ficou entre os quatro projetos selecionados. Em 2015, o filme também foi selecionado para a First Appearance Competition do International Documentary Film Festival Amsterdam (IDFA) - o principal festival de documentários do mundo, realizado na capital da Holanda.
Crédito: Haroldo Borges


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes