Detectado vírus Zika em amostras de saliva e urina - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Detectado vírus Zika em amostras de saliva e urina

Por: Itiruçu Notícias - - sábado, 6 de fevereiro de 2016 - 0 Comentários





Nesta sexta-feira (05), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou o isolamento do vírus Zika ativo (com potencial de provocar a infecção) em amostras de saliva e urina de pacientes infectados. Mas segundo Nota da Secretaria de Saúde  do estado da Bahia, esse achado não implica, necessariamente, que a Zika seja transmitida por essa via. Serão necessários estudos específicos para testar essa forma de transmissão, incluindo, dentre outras questões, qual o tempo de viabilidade do vírus fora do organismo humano e se, após passar pelo suco gástrico, mantém sua capacidade de infectar as pessoas. A recomendação quanto às medidas de prevenção e controle dessa doença permanecem as mesmas já anteriormente divulgadas.

Evidências:

1.            Até o momento as evidências epidemiológicas indicam que a Zika é uma doença de transmissão VETORIAL, ou seja, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Outras formas de transmissão podem ocorrer em menor proporção e estão sendo amplamente investigadas. Ressalta-se que os vírus HIV e Dengue também foram isolados na saliva, nunca se configurando uma via de contágio, como é do conhecimento de todos,

2.            As implicações práticas do presente estudo da FIOCRUZ terão efeito na identificação de novas técnicas diagnósticas da doença (p. ex.: testes rápidos na saliva).

3.            A recomendação quanto às medidas de prevenção e controle dessa doença permanecem as mesmas já anteriormente divulgadas. Para as gestantes, uma maior atenção e cuidado na exposição ao vetor. Pessoas que convivam com gestantes e tenham sintomas de zika devem ter uma responsabilidade adicional em relação aos cuidados com o mosquito transmissor e outras medidas que possam trazer risco à gestante.

SOBRE A ZIKA:

ZIKA vírus, é uma arbovirose recém-introduzida (abril 2015) no território brasileiro, primeiramente notificada nos estados do Nordeste, entre eles a Bahia.

Por ser uma doença emergente, poucos estudos foram realizados até então. Várias questões sob o ponto de vista do controle dessa doença precisam ser investigadas, entre eles, a forma como o vírus é transmitido. No caso de identificação no sêmen, ocorreu apenas um caso descrito nos Estados Unidos da América e a doença não pode ainda ser classificada como sexualmente transmissível, e também não há descrição de transmissão por saliva (Protocolo de vigilância e resposta à ocorrência de Microcefalia).

O modo mais importante de transmissão do vírus Zika é por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue e chikungunya e o principal vetor urbano das três doenças.  O combate ao vetor se configura a principal arma contra a disseminação dessas doenças. Em relação às demais vias de transmissão, a identificação do vírus em líquido amniótico indica que este atravessa a barreira transplacentária, sendo esta a via de maior importância devido ao risco de dano ao feto.

Ações de combate ao mosquito foram intensificadas em todo o Estado da Bahia, no esforço coletivo e contínuo, em parceria com os municípios, sociedade civil, forças armadas, setores públicos e privados, na identificação dos criadouros e eliminação dos focos dos mosquitos. Diversas campanhas educativas estão sendo veiculadas para esclarecer toda a população da necessidade  do seu engajamento e dos cuidados com a saúde, especialmente no combate ao mosquito.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum