Preso falso médico que trabalhava em resort - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Preso falso médico que trabalhava em resort

Por: Itiruçu Notícias - sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 - 0 Comentários


Diego de Souza Ramos, 30 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (27) por atuar como médico sem possuir diploma. Ele atuava há cerca de dez meses como clínico geral no Grand Palladium Imbassaí Resort & Spa, em Imbassaí. A prisão ocorreu por volta das 11h, dentro do resort.
Segundo o delegado Aldacir Ferreira, titular da Delegacia de Proteção Ambiental de Praia do Forte, a investigação foi iniciada após denúncia de uma hóspede. "Ela achou estranha a forma como foi atendida e fez a denúncia", conta.
O delegado explica que Diego, que atendia hóspedes e funcionários, tem o nome parecido com o de um médico que atende em outra localidade. A investigação ainda apura se esse médico sabia que Diego estava utilizando seu registro.
Ainda de acordo com o delegado, Diego alegou ter estudado medicina na Bolívia e concluído o curso no ano de 2011. Ele também alegou que medicava ilegalmente porque não teve o diploma validado aqui no Brasil. O falso médico morava em Feira de Santana e assumia dois plantões por semana no hotel. A polícia investiga se ele exercia ilegalmente a profissão em outros lugares.
A assessoria de imprensa do Grand Palladium Imbassaí Resort & Spa informa que Diego não era funcionário do estabelecimento. Uma empresa terceirizada, a Serviço Médico Preventiva do Trabalho Ltda., prestava serviços médicos dentro do resort.
Em nota, a assessoria informa ainda que já cancelou o contrato com a Preventiva e seu departamento jurídico estuda medidas legais cabíveis. "O compromisso com o bem estar de nossos hóspedes é uma de nossas principais preocupações. Sendo assim, não compactuamos e repudiamos qualquer exercício de função exercida de forma ilegítima", diz a nota.
Diego já foi autuado por falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina. Ele ainda está detido na delegacia, à disposição da justiça.
Informações Correio 24horas


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif