Morre aos 74 anos o presidente da Faber Castell - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Morre aos 74 anos o presidente da Faber Castell

Por: Itiruçu Notícias - domingo, 24 de janeiro de 2016 - 0 Comentários

Morreu na tarde dequinta-feira (21/01/16) aos 74 anos em Houston, nos Estados Unidos, o conde Anton-Wolfgang von Faber-Castell, presidente da empresa Faber-Castell
Ele era da oitava geração da família fundadora do grupo, ele começou trabalhando como analista bancário em Londres e Nova York.

Formado em direito, Anton-Wolfgang assumiu os negócios da empresa em 1978. A Faber-Castell fabrica material de escritório e é conhecida principalmente pelos seus lápis e lápis de cor. Fundada pela família Faber no ano de 1761 em Stein, nas proximidades de Nuremberg, o grupo emprega atualmente mais de 7.500 pessoas em todo o mundo.

No Brasil, a Faber-Castell chegou nos anos 1930 e empregava até o ano passado 2.700 colaboradores. A fábrica de São Carlos/SP, Ecolápis (a denominação que hoje a empresa dá aos seus lápis), produz 1,5 bilhão de lápis de cor e exporta para cerca de 70 países. Por isso é considerada a maior fábrica de lápis de cor do mundo. O grupo espera faturar neste ano fiscal, mais de 600 milhões de euros.

Um detalhe interessante, é que toda a madeira utilizada na confecção de seus lápis no país vem de áreas de reflorestamento no Brasil, plantadas em áreas originalmente desmatadas e recuperadas pela empresa. 
(Fonte O Blumenauense)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif